<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6422818757094739375\x26blogName\x3dOversleep+Poker+Blog\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://oversleeppoker.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://oversleeppoker.blogspot.com/\x26vt\x3d1085140569499982408', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
sexta-feira, 25 de julho de 2008
Resumo Vegas...
@ Gatwick airport em Londres.
Como tenho algum tempo de espera até à hora do meu voo para Portugal vou fazer um pequeno resumo desta experiência @ Las Vegas.
(post terminado já em Portugal...)

Estava previsto jogar um side event antes do main, o último evento de NLH de 1500$ mas por problemas na inscrição acabei por não poder jogar esse evento.
Não fiquei de todo chateado já que a estrutura deste torneio não me cativava nada, apesar dos niveis de 1 hora, o torneio iniciava com 3000 fichas no 25/50.
Serviria apenas para um pequeno "aquecimento" e sentir o ambiente WSOP antes do main event. O Kinas brilhou neste evento tendo atingido um brilhante 23º lugar.

Live Poker

Quanto a torneios joguei 2 torneios no Venetian em que um deles perco nos primeiros níveis com um cooler com Jd9d AI num flop 2d4d8d contra Qd10d e o outro perco numa race já numa fase mais avançada com 1010 vs AK.
Relativamente a cash games acabei por não jogar tanto quanto queria/devia. Isto porque a partir da altura em que começou o Main Event todas as atenções se viraram para ai e, após ter sido eliminado, passei praticamente todo o tempo a apoiar acompanhar os amigos que ainda estavam em prova, nomeadamente o Diogo, que fiz questão de apoiar e acompanhar durante todo o torneio.
De qualquer das formas joguei NL200, NL300 no primeiro dia e NL500 todos os restantes dias que joguei, up something between 1400$ e 1700$, mas joguei muito pouco a partir do main event... desde o dia 7 não fiz mais de 3 sessões, o que não foi muito inteligente da minha parte já que com uma boa table selection encontravam-se sempre jogadores a oferecer dinheiro e poderia ter ganho bastante mais, bastava para isso... jogar.
Como tenho bastante facilidade em analisar nível dos jogadores, normalmente o que fazia era olhar uns minutos para cada mesa no limite que queria jogar e depois ao me inscrever dizia a(s) mesa(s) onde pretendia jogar. Entreva em lista de espera, ao abrir um lugar numa mesa era chamado e quando uma das mesas que pretendia ficava com lugar vago eles avisavam-me para mudar.

Diogo SEGROB Borges

Amigo, deixo-te aqui os parabéns duplos pela integração na equipa Betfair e pela excelente participação neste Main Event.
Como sabes acompanhei praticamente todo o teu torneio e sofri ao teu lado cada mão e cada momento que se passava nas tuas mesas. Ao chegar ao fim do dia sentia exactamente o mesmo cansaço cerebral que sinto quando estou a jogar eu, com o "processamento" mental da informação disponível nas minhas mesas... era como se estivesse a jogar contigo. :)
Isto para não falar do cansaço físico. Mas valeu a pena, fizeste um torneio fantástico.
Sim, tiveste uma run única com 123091928301928301928301928301928 sets e 2 ou 3 set over sets... :) mas mesmo assim jogaste de forma exemplar com muito poucos/pequenos erros.

Nunca te esqueças deste torneio porque brilhaste!

Nós a pensar que cada ticket destes valia 1 milhão de $ numa máquina que ownamos com muito skill... lol!!!

Las Vegas

Quanto a Las Vegas realmente é um sítio único e diferente de tudo o resto que conheci até hoje. Situado no meio do nada, num deserto escaldante... encontramos este pequeno paraíso de ares condicionados, casinos, luxo, diversão, tudo em doses titânicas, levado a um extremo onde sentimos que estamos numa realidade paralela, um mundo que não existe, uma experiência que vivemos enquanto lá estamos até acordarmos para o mundo real quando entramos no avião de volta para casa.

Nunca fui nem serei fã de casinos, não gosto de casinos, ponto. Mas aqui estamos num mundo diferente... aqui torna-se interessante conhecer cada casino, conhecer cada detalhe, cada particularidade que torna cada casino único, diferente, especial.
Fiquei hospedado no Wynn onde estava toda a comitiva Betfair, um hotel fantástico, um pequeno mundo com tudo o que se pode imaginar.
A única razão pela qual não me conseguia imaginar a viver num sitio destes, apesar da sua grandiosidade... é o facto de acordar e ao chegar ao lobby... ouvir o som das slots e um monte de gamblers a oferecer dinheiro ao casino, logo de manhã... sick.

De resto um monte de actividades e coisas interessantes para fazer ver desde diversões dos mais variados tipos, restaurantes, lojas... um mundo sem fim de actividades que não vou descrever senão este post fica com 120203102030 páginas(assim fica só com 120203102029 :) ).

No Rio, hotel casino onde decorreu o main event de realçar o fantástico lounge da Betfair onde tanto tempo passei com toda a comitiva desde staff a jogadores, convidados, jornalistas etc...
Tinha também acesso aos lounges da Pokerstars (Champions Lounge), Lounge da pokerVT(escola online)... graças à Annette que me deu free passs... mas sem dúvida o sítio mais acolhedor (sem ser parcial) era mesmo o lounge betfair com minigolf, cadeiras de massagens, nintendo wii, máquina de hu(onde o Jomané foi destruido diariamente... e diariamente também colocava posts no blog dele a dizer que me estava a ganhar... looool vergonhoso... isto para não falar da única vez em que admitiu que perdeu e encurtou o resultado da vergonha para qq coisa tipo 18-11 para mim... qd a realidade é bem mais... loool humilhante. TOTÓOOOOOOOOO :) ), playstation com o jogo guitar hero que OBV :) cheguei ao fim... comida e bebidas sempre à disposição.
Para além do convívio com o Sorel Mizzi que já conhecia de Varsóvia gostei bastante de conhecer o John Tabatabai e a Annette apresentou-me também o Belowabove e o Mkind, ambos conhecidos bons jogadores de torneios online e com vídeos na Pokerxfactor e Cardrunners respectivamente.

Neste dia ainda não tinhamos jogado HU de certeza... o Jomané ainda estava a sorrir... loool


Main Event

Quanto à minha experiência no Main Event como sabem foi curta e já descrevi detalhadamente a forma como fui eliminado no meu último post.
Sobre este tema queria acrescentar algo mais nomeadamente na forma das pessoas verem este jogo.
Isto porque tanto a minha mão como a mão final do Diogo onde é eliminado com QQ fazendo 5bet Allin deep com outro deep da mesa tiveram opiniões discordantes.
Como disse acima estive sempre com o Diogo e neste spot tudo o que não seja fazer o que fez é mau, péssimo, weak devido ao historial que tinha contra este jogador, historial esse num curto espaço de tempo e é isso que é importante realçar, é que a mão deveria ser jogada de forma diferente se fosse contra um unknown, obviamente, mas contra este jogador em com o historial juntos, nunca.
Na minha opinião o Poker seria muito bonito/fácil se os jogadores ganhadores fossem aqueles que tivessem sempre set over sets, AA vs KK, Overpairs vs Top Pair/Top Kickers... etc etc...
Infelizmente não é assim, não vamos ter essas mãos em quantidades titânicas que nos permitam ganhar torneios ou ser long time winners em cash games.
É muito importante encontrarmos edges nos spots mais marginais baseados em tudo o que nos rodeia, nesse mundo de informação que é um conjunto de pessoas sentados numa mesa a jogar este jogo.
O que quero dizer com isto é que, não vamos conseguir ser ganhadores se estivermos à espera que as nossas mãos encaixem em todos os flops e desistirmos quando não encaixarmos, não vamos poder esperar eternamente pelo conjunto de mãos: Pares, AK, AQ, AJ, A10, KQ e só jogar essas mãos, não vamos poder aguardar eternamente que o nosso par faça trio no flop para sentirmos segurança de por as nossas fichas na mesa, não vamos poder esperar pelos nossos 2 pair+... por uma razão muito simples: Nem sempre vamos encontrar esses spots em número suficiente sequer para nos mantermos em jogo num torneio com a subida das blinds.
Vamos necessitar de jogar os jogadores, vamos necessitar de obrigar os nossos adversários a fazer fold, vamos necessitar de acreditar nas nossas leituras, vamos necessitar de explorar ao máximo todos os edges por mais pequenos e marginais que sejam.
A mão em que fui eliminado ou a mão final do Diogo são ambas mãos que foram jogada de forma extremamente agressiva, mas foram baseadas em informação sobre os jogadores em causa, foram player oriented e ambos teríamos jogado a mão de forma diferente contra praticamente qualquer outro jogador, obviamente.
O que eu quero aqui reforçar, e vou utilizar 2 exemplos para isso é que, se temos uma determinada leitura, se estamos atentos à mesa e utilizamos informação passada nas últimas mãos não devemos ignorar essa leitura baseado em factores externos, baseado na dimensão do torneio, baseado em conservadorismo ou em medo de errar, porque errar é humano.
Se achamos que o nosso bottom pair está à frente devemos seguir em frente com essa leitura, se achamos que Ace high is good igualmente...
Os melhores jogadores do mundo são aqueles que conseguem extrair valor nos spots mais marginais ao contrário daqueles que apenas conseguem jogar os spots "óbvios".
Se me contassem a minha mão e a do Diogo em ambas eu diria pessimamente jogado. Agora sei que ambas estão associadas a um contexto muito específico que alteram completamente as mãos.

E vou dar dois exemplos sobre essa forma de estar neste jogo e sobre a importância que para mim tem jogar os jogadores e utilizar a informação que temos.

Uma delas foi comigo no EPT de Varsóvia e está no post q fiz sobre o torneio há uns meses onde, baseado numa leitura e análise que fiz da mão e do meu adversário... joguei para a full stack com APENAS um middle pair no primeiro nível do torneio.
Relembro a mão abaixo. Se, tendo a leitura que tive tivesse feito fold aqui, a opção conservadora, com pouco risco, de medo por jogar para um torneio grande baseado numa leitura num spot algo marginal... iria-me sentir o pior jogador do mundo.

Exemplo 1

QQ
(nível 25/50)
Praticamente no final do primeiro nível, e tendo até aqui jogado poucas mãos, sem grande envolvência em potes grandes, isto é, com uma imagem tight, sólida, faço raise com QQ para 175 e levo com 2 calls das blinds, Lostlucky e o jogador agressivo da posição 8.
Flop K78, 2 paus.
Lostlucky Check na SB e o outro jogador donk bet de 400, que neste momento para mim significa absolutely nothing.
Faço raise para 1400, o Lostlucky faz fold e o jogador faz re-raise para 3200.
Ora bem... easy fold? Início de torneio... tenho 10k aproximadamente atrás.
Não.
Vamos pensar na mão.
Range de mãos do meu adversário? AA, KK, AK? Não, nunca. Não fez re-raise pré-flop(algo que este jogador faria sempre) por isso não tem estas mãos.
KQ, KJ, K10? Sim, possível... apesar de um jogador "standard" optaria certamente por pot control com estas mãos, este jogador é aggro suficiente para fazer isto com estas mãos.
910, 67? Sim, possível... mais 910 do que 67, mas certamente são mãos com que este jogador é capaz de fazer esta move, semi-bluff.
Flush draw? sim possível.
Set? Possível... mas não tanto... acho que ele não vai fazer o 4bet com 77 ou 88. Jogador tricky, depois de me ver a fazer raise à aposta dele, tenho grande confiança que ele vai fazer apenas call para eu "me enterrar" no turn.
Combo draw, 9paus10paus, 6paus7paus...? Possível... e verdadeiramente... a única mão que verdadeiramente me assusta.
Isto é, tirando combo draw e um improvável set (pelo que digo acima) todo o range dele é foldável, quer a nível da força das mãos, quer a nível de fold equity que tenho nesta mão, e não há nenhuma mão no range dele suficientemente forte para fazer call a um shove meu.
Para além disso, a minha imagem por esta altura era bastante sólida, tight e certamente que este jogador me dava crédito se eu lhe mostrasse força e me colocaria em 77,88,KK.
Portanto, na minha cabeça, após este raciocínio só tenho uma coisa a fazer, não posso pensar que é um EPT, não posso pensar que são 5keuros de buyin, nem posso pensar na "vergonha" que seria se a minha leitura não estivesse correcta.
Agressive poker is winning poker e tenho uma leitura, acredito nela, sentiria-me o pior jogador do mundo se fizesse aqui um fold "normal" e conservador a pensar "é uma decisão para 1 EPT de 5k euros, e vou fazer shove com um 2º pair?", não seria eu...
Costumo falar de "poker que pinta" (quando batem os nossos sets, flushs e quando temos AA vs KK etc etc...) e do "poker que não pinta", onde não temos nuts, onde as nossas mãos não batem no flop ou onde não temos mãos suficientemente boas num torneio... este é o poker dificil, onde temos que nos basear nas nossas leituras para encontrar spots onde as nossas fichas devem entrar na mesa.
E esta situação é isso mesmo, tenho uma read, que sinto como muito segura, fiz uma análise, portanto, ship the money...
Re-raise allin de 10k aproximadamente...
Ele pensa um pouco... e faz fold.
Owned, Overowned... :)


Fazer fold aqui? é a opção óbvia certo? cconservadora... mas de que servia então eu ter analisado a mão e ter tanta certeza que ele faria fold se depois não iria tomar a decisão que optei como sendo a melhor?

Exemplo 2

A outra mão que falo é com o John Tabatabai, recente membro da equipa betfair internacional. Muito bom jogador e acima de tudo uma pessoa fantástica que adorei conhecer.
Sempre com um bom humor contagiante, era impossível estar perto dele sem me estar a rir.
Basicamente ele tem uma mão que descreve no blog dele, onde tem uma leitura... mas devido aos factores medo de errar, torneio grande, imagem dele etc... decide não acreditar nela e fazer fold de uma mão onde ele sente que se for allin obriga o adversário a fazer fold.

"Anyway, he raised from EP / MP and I was on the BB with QJo. He had raised to $300, blinds were 50-100. I called. Flop came 3-3-4. No fl dr.
Now, I know before ive done anything, if I bet out, he will give me 0 respect and will either float me or reraise me and bet the turn...I also think that the guy doesn't know me, so won't give me credit for anything too fancy. So I decide to play the hand like a normal avg player would, namely ch r the turn. I haven't played back at him and so far we have no real history. I check, he bets $450, I make it $1100 and as I was putting the chips in the pot he had called, before my chips even got there. Tell, any kind of hand needs to think about the situation, am I bluffing, do I have the hand, am I making a move. AK AQ, big pairs, must think before making a decision because hands like that are rarely going to be folded and the pot is going to escalate quickly. So he will need to think how much he wants to commit with the hand and is he willing to go broke with those big pairs. Anyway, he insta calls me. The turn brought a 10. I decided to bet out quite large, so he thinks I have something and get rid of him, so I bet $2200 into approx $2400. Most bets so far have been half pot bets or smaller...so this pot bet is quite large. As soon as I made the bet, within a few seconds he had reraised it to $6,000. I don't know what it is, but I picked up something, the betting patterns, the timing didn't make sense at all. I stared at him, it was very clear he was uncomfortable. However, I only have Q hi, my only option was to go all in. We hadn't even reached level 2 in a 10 day tournament and im already considering going all in on a stone cold bluff. Normally, I would follow my instincts, however, I have ran so bad the last few weeks, and now I am playing in arguably the biggest and most prestigious tournament in the world and I could be busted instantly if I am wrong. I just signed sponsorship deal with betfair, there are plenty of people watching and interested in my result, can it really be right to take such a huge risk so early on in the tournament? I stared the kid down for at least 4 minutes before chickening out and leaving myself with approx $12k in chips. Soon as I folded, he flipped over A9. I gracefully tapped the table and said, "I folded Jacks, well played." HE just confirmed for me that all my physical tells on him were right, and I assessed everything accurately but didn't act upon it. The key to successful poker is making the most of marginal situations and trusting your instinct. I was unable to follow my instinct here because of too many external factors, which was a huge mistake. When you play, you must have a clear head, must be able to focus exclusively on the game you are playing there and then, not about other things. AND FOLLOW YOUR GUTS. FFS!!"

Basicamente, chegou a um river com um pote a escalar enormemente... e achou que o seu adversário não tinha nada... e pensou em fazer Allin com Q high... repito Q High...no primeiro nível, porque sabia que o seu adversário iria fazer fold!!! Mas por vários factores que falo acima... não teve "balls" para acreditar na sua leitura, que era a correcta! Ele é um jogador fantástico e teve a noção do erro que cometeu...

Vou fazer quote de novo das últimas frases que ele utiliza...que são fundamentais:

"The key to successful poker is making the most of marginal situations and trusting your instinct. I was unable to follow my instinct here because of too many external factors, which was a huge mistake. "

"When you play, you must have a clear head, must be able to focus exclusively on the game you are playing there and then, not about other things. AND FOLLOW YOUR GUTS. FFS!!"


Acho que a ideia que fica é, deves confiar nas tuas leituras, nos teus instinctos... e jogar para ganhar, sempre. ;)
Assunto Wsop encerrado, para o ano há mais.

Cash Online

Depois de um período de alguns meses algo "distante" do poker online... pouca vontade de jogar online, pouca motivação, factores externos da vida pessoal a influenciar a minha pouca vontade de jogar online(ao contrário de jogar ao vivo onde me sinto muito forte e confiante) estou neste momento de novo de cabeça limpa e voltei a jogar diariamente, intensamente.

E cabeça limpa & oversleep = overownage... weeeeeeeeeeeeeeee

Tenho então jogado NL500 na betfair e resultado @ NL500 tem sido bastante agradável, 20k mãos com 8ptbbs de win rate.

Tem sido mais que habitual terminar mesas assim:

Ou assim...


Ou assim numa das últimas sessões que fiz em nl200 com 13 buyins só em 2 mesas!!!

Ou assim...


I'm happy... :)

E sei que os meus amigos também estão por me verem "de volta"...


Para finalizar... não é demais insistir:

PARABÉNS DIOGO E KINAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Abraçossssssssssssssssssssssssss & Kisseees. ;)




P.S.1: Diogo Phounder Veiga

Não chores pronto... :) tinha prometido que punha aqui um welcomeeeeeee... tarde e tal... mas pronto... cá está ele. :)
Muito sinceramente, Benvindo à EQUIPA, é completamente merecido e estou certo que estamos neste momento muito fortes para brilhar em tudo o que jogarmos.

P.S.2: Senhor Diogo Borges, Senhor Mark Thorne e Senhorita Mafalda Lopes... é favor enviarem 10.000$ cada um para eu não colocar aqui uma certa fotografia retirada no big shot no topo do stratosphere cuja legenda é:
Diogo frankestein "estou a ver coisas brancas" Borges, Mark "ai que isto dói tanto que até me saltam as veias do pescoço" Thorne, Mafalda "Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh vou morrer, vou morrer vou morrerrrrrrrrrrrrrrr!" Lopes e eu... well... com o pensamento... "pronto, é desta!" looooool

P.S.3: Sorry pelo long post All in one... :) prometo que vou trabalhar no factor síntese. :)
 
posted by oversleep at 09:50 | Permalink | 4 comments
segunda-feira, 7 de julho de 2008
Main Event WSOP Busted... too soon.
Vegas, Main Event.

Quando voltar para portugal vou falar um pouco sobre toda a experiência, cash games, torneios, a cidade, ambiente etc...

Mas hoje prefiro falar apenas da minha curta participação, a primeira, no main event do WSOP descrevendo a mão onde sou eliminado contra um jogador maníaco...
Penso que é importante fazê-lo de forma a explicar a minha linha de pensamento a quem viu a jogada, já que é uma mão bastante complexa e pode ser definitivamente mal interpretada...


Durante a hora e 50 aproximadamente que estive em jogo jogo bastante LAGgy ... jogando muitas mãos de forma bastante agressiva.
Tirando uma mão onde defendo a BB com Kh6h contra um raise da SB, num flop Kc6c5h... perco com 2 pares contra set de 55, basicamente entrei na mesa sempre com raise, re-raise e a agredir sempre pós-flop.
Pretendia cria uma imagem o mais loose possível e penso que esse objectivo estava a ser cumprido, estando desta forma a subir progressivamente a stack.

Ora esta última mão desenrola-se contra o outro "bully" da mesa, jogador Arménio hyper agressivo, a entrar até no perfil maníaco. Jogava imensas mãos e em praticamente todas em que já existiam raises fazia 3bet. Teve 2 mãos com 4bet e uma com 5bet em que ele faz raise para 300, um jogador mau à esquerda dele faz raise para 1000, outro jogador a seguir 4bet para 2500 e ele 5bet para 8000.
O jogador que faz a 4bet faz fold de KK ... e ele com um pequeno sorriso vai confirmar as cartas...
e eu cm estava ao lado acabo por ver uma Q. Ora, mesmo sendo QQ ou AQ, as melhores mãos possíveis aqui... isto é really really agressive nesta fase do torneio e confirma-me a imagem que eu já tinha dele.
E é então contra este "maníaco" que me envolvo na minha mão final.
Faço raise para 275(neste nível os meus raises alternavam entre 275 e 325) com AdKd e ele (para variar) faz-me re-raise para 700 e há um call.
Ora aqui a minha linha standard com esta mão neste nível contra um unknown seria just call, tenho uma mão forte demais para fazer fold, poderia, legitimamente, fazer re-raise, mas não vejo necessidade neste nível de escalar um pote desta forma e arriscar-me a jogar a mão contra 2 jogadores, sem posição.
Mas neste caso concreto estamos a falar de um jogador específico que já descrevi acima... e aqui, definitivamente obtenho value grande em fazer re-raise já que o range dele é gigante pela forma como ele vinha a jogar.
Faço então 4bet para 3000. Não estou nesta fase minimamente preocupado com o jogador seguinte já que sei que vai fazer fold 90%+ das vezes... e sei que ele também não está preocupado com ele, é uma "carta fora do nosso baralho".
Ele pensa um pouco e faz-me re-raise para 8000. O outro jogador obv faz fold.

Ok... aqui paro para pensar um pouco. Imaginando que tinha seguido esta linha contra outro jogador, como disse, na maioria dos casos não o faria nesta fase, mas imaginando que o fizesse... aqui é um spot para insta muck sem pensar duas vezes, a mão do meu adversário é AA, KK 100% das vezes.
Agora estamos a falar de um jogador completamente diferente, bully, a disputar comigo a "liderança" da mesa e, dando-me ele crédito por thinking player existe uma probabilidade altíssima de pensar que eu sei que ele é mega agressivo e desta forma lhe estar a fazer o re-raise com uma mão média ou marginal.
E por toda a informação que tenho dele, 0 range dele envolve, para além dos óbvios monstros JJ-AA, envolve muitas mais mãos onde me está a fazer playback exactamente por esse pensamento. Pode parecer estranho mas, pelo tipo de jogador, sei que me é capaz de fazer isto com 56s,910s, 77, AQs... well... com um range enorme.
Um dado importante a acrescentar é a minha imagem para ele... ele também sabe que eu sou muito agressivo, e para além disso, após eu ter perdido a mão com 2 pares contra set acabei por jogar as 3/4 mãos seguintes com raises/reraises pré... e ck/raise num flop acertado, isto é, existe este dado adicional ainda, a possibilidade de ele pensar que estou em tilt por ter perdido aquele pot, o que obviamente não era verdade.
Para além disso ele tinha depois deste 5bet para 8000 stack de 18000 para trás isto é, está ainda com a stack inicial aproximadamente o que lhe dava um conforto excelente para fazer uma move destas sem por o torneio em causa.
Believe it or not, este é o único jogador na mesa e talvez, dos últimos 10 torneios que fiz, que sei que é capaz de fazer uma move destas com "air" para me afastar da minha mão, really over aggro player.
Dessa forma decido fazer shove das minhas restantes 16k+/-, sabendo que ele tem odds razoáveis aqui... mas não me impedindo de pensar que a minha fold equity é brutal já que, em torneios, há um factor adicional muito importante que é o stack size, e obviamente, mesmo ele estando a receber odds agradáveis.. não vai jogar para 16k das 18k restantes que tem sem AA ou KK.
Well... infelizmente os maníacos também tem AA... e o resto é história, best hand wins.



Por várias vezes quando ajudo a Mafalda ou o Jomané a nível de abordagem a certos torneios, foco a importância de não fazer overplay a mãos como overpairs, nunca jogar para stack de 200 BB's com apenas um par a não ser em contextos muito específicos contra adversários muito específicos, não fazer overplay e escalar à bruta Top Pair/Top Kicker, não sobrevalorizar AK, JJ, 1010 nas fases iniciais dos torneios com este tipo de estrutura, onde por exemplo não acho que numa estrutura deep fazer re-raise com AK seja algo obrigatório nos 2 primeiros níveis, gosto bem mais de mixar num 50% re-raise/50% just call.
Mas aqui neste spot em que me encontrei, tudo é diferente. Estamos a falar de um contexto muito específico, contra um jogador completamente maníaco, bully, super agressivo.

Quanto à minha jogada...
. É agressivo? Sim.
. É fearless e ballsy? Também.
. Consciência tranquila e voltaria a repetir a jogada neste contexto? Sim.
. Podia ter jogado de forma conservadora e abandonar a mão com 275/700 fichas gastas? Claro, mas não é essa a minha forma de abordar o jogo, neste spot, com estas variáveis, contra este jogador.
. Tomar uma decisão e não a respeitar por estar a jogar um torneio de 10k$? Não seria eu.
. É EV+ fazer 6bet de AKs num early stage de um torneio contra um jogador random? Não, nunca será, muito poucas vezes vou encontrar mãos no meu adversário inferiores a KK,AA, por vezes QQ, AKs.
. É EV+ fazer 6bet de AKs num early stage de um torneio contra este jogador específico, neste contexto específico após a acção que se passou nestas 2 horas de jogo? É, 100% sure. Este jogador vai uma % gigante de vezes fazer fold das suas mãos médias, marginais/playbacks que para mim são uma parte gigante do range dele.
E mesmo que tenha mãos tão fortes como AK, JJ, QQ... vai ser obrigado a fazer fold também, acredito até que, com este tipo de acção, pondere fazer fold de KK. Não estou a fazer shove para entrar numa corrida ou nada que se pareça, estou aqui a pensar que o vou obrigar a fazer fold uma % enorme das vezes.


Para finalizar gostava de deixar a opinião da Annette, minha amiga a quem obviamente descrevi a mão da minha eliminação.
Quando lhe envio mensagem a dizer que acabei de ser eliminado a fazer 6bet AI de AKs ele responde com um "U sicko. :)" ...
Estivemos então depois calmamente sentados a analisar a mão e ela concorda totalmente com toda a minha linha de pensamento contra este villan.
Segundo ela, e concordo, é incrível a quantidade de vezes que esses "playback aggro monkeys" vão fazer insta fold do seu 78s neste spot. Ela é, obviamente uma jogadora bastante agressiva e tem também este problema... well... vantagem, na minha opinião, onde muita gente lhe faz imenso playback baseado no indíce de agressividade dela bastante alto...
"and AK is the absolute nuts against the ranges in those kind of people in these spots".
Ela joga exactamente igual aqui, sendo que apenas faz a 4bet um pouco inferior para dar hipótese ao villan de fazer uma 5bet que lhe deixa ainda mais fichas atrás e de forma a termos uma fold equity maior no shove.
Let's say, se tinha feito o RR para 2500... ele já me poderia fazer 5bet para 6000-6800... e (matematicamente falando... não a nível de stack size) tenho fold equity maior.
Even so, não é problemático porque... é jogar para a stack praticamente toda dele... e isso retira alguma importância a este factor.



Acabei de ver o pokerpt e fico definitivamente triste por ver já alguns comentários depreciativos à minha pessoa, ver pessoas a comentar notícias com o meu nickname etc etc...
Quem me conhece sabe muito bem que sou amigo de toda a gente, não me dou mal com ninguém nem existe nenhuma razão para ter "haters", isto para não falar do facto de sempre ter sido alguém que deu sempre o máximo pela comunidade e pelo poker em Portugal, mesmo com a minha ainda curta "vida de poker". Mas pelos vistos, assim é, tenho haters, fico triste mas é verdade. Felizmente tenho amigos no poker e vou tentar concentrar-me na importância que eles têm para mim e ignorar esses comentários de pessoas cobardes e mesquinhas, algo tão típico neste nosso país.


Obrigado a todos e vou concentrar-me agora totalmente no apoio aos meus amigos Diogo, Jomané e Mafalda e aos restantes tugas em prova.
 
posted by oversleep at 20:29 | Permalink | 17 comments